Colunas
Rede de parceiros em suas especialidades com informações exclusivas.
Muito macho - Por Nizan Guanaes
O Brasil é, vergonhosamente, campeão mundial de assassinato de homossexuais. Isso não é uma estatística fria, isso é gente ao nosso redor. Meu primo Junior foi cruelmente assassinado. Meu amigo de escola Antônio foi esquartejado. Isso só para citar dois bem próximos. São muitos mais. leia +



Prosumidores - Por Eduardo Athayde
Prosumidor é o consumidor que produz conteúdo, produtor + consumidor. Ele pesquisa, pauta tendências, contribui no processo de criação de produtos e serviços, compartilha experiências, alimenta e empurra o desenvolvimento da sociedade com inteligência nova. O termo foi criado por Alvin Toffler no livro A Terceira Onda. A digitalização da eco-nomia e as redes sociais estão transformando prosumidores em agentes profusores, ajudando a mudar comunidades e o mosaico das faces do mundo. leia +



Nem tudo que reluz - Por José Eli da Veiga
O jovem historiador israelense Yuval Noah Harari, 41, tornou-se um olímpico recordista com seus dois best-sellers globais: ?Sapiens? (2011) e ?Homo Deus? (2016). Pena que nem sempre seja fiel às literaturas científica e historiográfica. Ao menos duas mancadas em sua última proeza evocam o provérbio português do título acima. A primeira está em sua manipulação da ideia de Antropoceno, a nova Época, posterior ao Holoceno, em que as atividades humanas teriam se tornado a mais poderosa influência sobre a ecologia global. Ela agita a comunidade científica desde 2000, quando a revista Nature trouxe o artigo ?Geologia da humanidade? do prêmio Nobel de química Paul Crutzen, que estimulou diversas análises sobre o momento em que teria ocorrido a virada de Épocas. leia +



Mudar não - Por Ricardo Amorim
Todos querem que a corrupção acabe? todos menos os corruptos. leia +



Duopólio digital? - Por Silvio Meira
google e facebook atingiram o status de duopólio digital de fato. os dois gigantes já eram um problema pra todo mundo há alguns anos, mas agora a coisa ficou tão clara que, ou eles i. tomam providências pra se tornarem -de fato- espaços e contextos para a evolução da rede, abrindo suas plataformas e distribuindo boa parte de sua renda à rede ou ii. serão -ou terão que ser- regulados de alguma forma, caso contrário sua dominância continuada será ruim para todos. inclusive para eles. e isso não vale só para os dois, mas para um número de companhias que pertence a uma nova classe de negócios verticais em rede, que tem operações de grande porte em quase todos os níveis da web/internet. leia +



[1] 2 3 4 ... 275 >> »
O Portal EcoD é um projeto do Instituto EcoDesenvolvimento - O conteúdo está sob uma licença Creative Commons CC
Desenvolvido pela 220i | versão tradicional | versão mobile