Canudinho comestível é alternativa sustentável ao plástico
Postado em EcoDesign em 18/04/2018 às 10h42 por Redação EcoD

 canudinho-ecod.jpg

Você sabia que a vida útil de um canudinho plástico é de aproximadamente 4 minutos, mas que, no entanto, ele leva mais de 400 anos para se decompor na natureza? A solução para este problema é um canudinho comestível. O Sorbos é comestível, biodegradável, reciclável e feito com açúcar, gelatina e amido de milho.

Estudos estimam que, até 2050 os oceanos terão mais plástico do que peixes e isso é muito sério. Precisamos mudar este panorama o quanto antes e transformar nossa forma de consumo e foi pensando nisso que os espanhóis, Víctor Sánchez, Enric Juviña, Michael Baraffé e Carlos Zorzano criaram este canudo, que pode ou não ser aromatizado nos sabores de: limão, lima, morango, canela, maçã verde, chocolate e gengibre e possui apenas 24 calorias.

Sánchez trabalhava como bartender em um restaurante e viu no problema ambiental uma oportunidade de negócio: “Eu trabalhava como bartender e pensei em fazer um produto que oferecesse uma experiência diferente ao consumidor, mas de maneira sustentável”. Apesar da invenção parecer simples, eles levaram mais de um ano para chegar na fórmula ideal, já que o grande desafio era fazer um canudinho que não se desfizesse nas bebidas e também que, não deixasse gosto algum: “Levamos mais de um ano para conseguir uma formulação exata para que o produto cumprisse sua função de canudo, sem alterar o sabor da bebida e nem desmancha”, afirma Víctor Sánchez.

canudo2-ecod.jpg

Canudinho comestível premiado
Depois de diversos testes eles finalmente chegaram à fórmula final e hoje o Sorbos é capaz de aguentar até 25 minutos em bebidas frias e geladas, sem derreter. Uma invenção incrível desta pode mudar o futuro da humanidade (sem exagero!), é patenteada por uma startup de Barcelona e já ganhou 2 prêmios na Espanha nas categorias inovação e sustentabilidade.

O canudinho plástico está entre os 10 produtos mais encontrados nas praias e oceanos e apesar de o preço do Sorbos ser um pouco mais caro que o convencional, acredita-se que, esta iniciativa em pouco tempo, estará presente no mundo inteiro, já que, além do mais, atualmente vários países já estão começando a proibir o plástico.

(Via Razões Para Acreditar, com informações do Conexão Planeta)

O Portal EcoD é um projeto do Instituto EcoDesenvolvimento - O conteúdo está sob uma licença Creative Commons CC
Desenvolvido pela 220i | versão tradicional | versão mobile