Custo das energias renováveis pode ficar abaixo dos combustíveis fósseis até 2020
Postado em Energia em 22/01/2018 às 11h56 por Redação EcoD

energiasolar-ecod.jpg
O custo médio ponderado global de eletricidade (LCOE) da energia solar em escala de utilidade caiu 73% entre 2010 e 2017 para 10 centavos de dólar por kWh
Foto: Kimco Realty/Flickr/(cc)

O custo de geração de energia eólica terrestre caiu cerca de um quarto desde 2010 e os custos de solar fotovoltaica despencaram 73% nesse período, de acordo com a nova análise de custos da Agência Internacional de Energia Renovável (Irena). O relatório também destaca que os custos da energia solar deverão diminuir ainda mais, caindo pela metade até 2020. Os melhores projetos de energia solar e eólica terrestre poderiam estar fornecendo eletricidade por um equivalente a 3 centavos de dólar por quilowatt-hora (kWh) ou menos nos próximos dois anos.

Os custos médios ponderados globais nos últimos 12 meses para a energia solar e a energia eólica terrestre agora estão em 6 e 10 centavos de dólar por kWh respectivamente, com os recentes resultados de leilões sugerindo que futuros projetos reduzirão, significativamente, essas médias. O relatório destaca que a energia eólica terrestre agora é rotineiramente encomendada por 4 centavos de dólar por kWh. O atual espectro de custos para a geração de energia de combustíveis fósseis varia de 5-17 centavos de dólar por kWh.

"Esta nova dinâmica sinaliza uma mudança significativa no paradigma energético", disse Adnan Z. Amin, diretor geral da Irena. "Esses declínios de custos em todas as tecnologias são sem precedentes e representativos do grau em que as energias renováveis ??estão revolucionando o sistema energético global".

As descobertas observam que, até 2019, os melhores projetos de energia solar e eólica terrestre estarão entregando energia elétrica por 3 centavos de dólar por kWh

Lançado no primeiro dia da Oitava Assembleia de Irena em Abu Dhabi, o relatório intitulado "Custos de geração de energia renovável em 2017" destaca que outras formas de geração de energia renovável, como os projetos de bioenergia, geotérmica e hidrelétrica nos últimos 12 meses, competiram cabeça-a-cabeça nos custos com a energia gerada a partir de combustíveis fósseis. As descobertas observam que, até 2019, os melhores projetos de energia solar e eólica terrestre estarão entregando energia elétrica por 3 centavos de dólar por kWh, significativamente abaixo do custo atual de energia proveniente de combustíveis fósseis.

Práticas competitivas
As práticas competitivas de aquisição, juntamente com o surgimento de uma grande base de desenvolvedores experientes de projetos de médio a grande concorrentes para oportunidades de mercado global, são citados como novos fatores de redução de custos recentes, além de avanços tecnológicos contínuos.

"Passar às energias renováveis ??para a geração de energia nova não é simplesmente uma decisão ambientalmente consciente, é agora - esmagadoramente – uma decisão economicamente inteligente", continuou o Sr. Amin. "Os governos de todo o mundo estão reconhecendo esse potencial e avançando com agendas econômicas com baixa emissão de carbono sustentadas por sistemas de energia baseados em energias renováveis. Esperamos que a transição obtenha mais impulso, apoiando empregos, crescimento, melhoria da saúde, resiliência nacional e mitigação climática em todo o mundo em 2018 e além".

O relatório também destaca que os resultados de leilões de energia indicam que os projetos de energia eólica offshore e energia solar concentrados no período entre 2020 e 2022 custarão na faixa de 6-10 centavos de dólar por kWh, apoiando a implantação acelerada globalmente. A Irena projeta que todas as tecnologias de energia renovável competirão com os fósseis no preço até 2020.

O relatório destaca que:
• O custo médio ponderado global de eletricidade (LCOE) da energia solar em escala de utilidade caiu 73% entre 2010 e 2017 para 10 centavos de dólar por kWh.
• O custo médio da eletricidade eólica terrestre caiu 23% entre 2010 e 2017. Os projetos são rotineiramente encomendados em 4 centavos de dólar por kWh e a média ponderada global é de 6 centavos de dólar por kWh.
• Até 2019, os melhores projetos de energia eólica e solar em terra estarão fornecendo eletricidade por um equivalente a 3 centavos de dólar por kWh, ou menos.
• Novos projetos de bioenergia e geotérmica encomendados em 2017 apresentaram custos médios ponderados globais de cerca de 7 centavos de dólar por kWh.
• Os baixos preços da energia fotovoltaica em Abu Dhabi, Chile, Dubai, México, Peru e Arábia Saudita tornaram os 3 centavos de dólar por kWh (e abaixo) no novo benchmark.
• Até 2020, os dados de projetos e leilões sugerem que todas as tecnologias de geração de energia renovável atualmente comercializadas competirão com, e até ficarão abaixo dos combustíveis fósseis, gerando uma faixa de 3-10 centavos de dólar por kWh.

O relatório foi lançado durante a oitava Assembléia da Irena, que acolhe mais de 1.100 representantes de governos de 150 países. Como a principal plataforma mundial de cooperação internacional em energia renovável, a Assembleia fornece orientações estratégicas para o trabalho da Agência nos próximos quatro anos e posiciona-a para desempenhar um papel fundamental na condução da transformação global da energia.

O Portal EcoD é um projeto do Instituto EcoDesenvolvimento - O conteúdo está sob uma licença Creative Commons CC
Desenvolvido pela 220i | versão tradicional | versão mobile