Estudantes de design criam mobiliário urbano de baixo custo com materiais reaproveitados
Postado em EcoDesign em 29/05/2018 às 10h13 por Redação EcoD

design1-ecod.jpg

É possível melhorar a experiência da população com sua cidade economizando dinheiro, combatendo o desperdício, melhorando o mundo e ainda tornando a cidade mais bonita – é isso que prova o novo projeto das mentes criativas da Escola de Design Parsons, ligada a New School, em Nova York, propondo a renovação do mobiliário urbano utilizando materiais reaproveitados e biodegradáveis.

Assim, o projeto sugere, em uma cidade imensa como Nova Iorque, a criação de novos lugares de convívio, descanso e relaxamento (cada vez mais raros em grandes centros urbanos) através do design sustentável.

 design2-ecod.jpg

O princípio da criação de tal espaço público pelos alunos de arquitetura, design de interiores, design de produto e de estudos alimentícios, é simplesmente o de oferecer novos lugares para as pessoas poderem relaxar em meio à cidade. Assim os estudantes criaram bancos, cadeiras e mesas entre duas vagas de estacionamento em uma esquina no bairro do Greenwich Village, em Manhattan. Para tal, foram utilizados uma série de materiais recuperados, entre madeiras e redes de pesca.

O projeto permite a economia do dinheiro público em investimento, combatendo o desperdício de tais materiais e o fazendo com design e elegância como elementos valiosos para o desenvolvimento do mobiliário urbano. A iluminação, em LED, é alimentada por energia solar e ativada por sensores após a queda da luz do sol.

 design3-ecod.jpg

As plantas que rodeiam o lugar ajudam a reduzir o ruído do tráfego e a criar um ambiente ainda mais prazeroso – e os vasos são feitas de fibras de coco, com ervas e plantas nativas. Um projeto primoroso, que poderia facilmente se tornar modelo em qualquer grande cidade do mundo.

(Por Vitor Paiva, do Hypeness)

O Portal EcoD é um projeto do Instituto EcoDesenvolvimento - O conteúdo está sob uma licença Creative Commons CC
Desenvolvido pela 220i | versão tradicional | versão mobile