Florianópolis terá Réveillon sem barulho para não agitar autistas e assustar cães
Postado em Cidades Sustentáveis em 14/11/2018 às 12h25 por Redação EcoD

reveillon-ecod.jpg
Pela primeira vez desde que as festividades do Réveillon são realizadas, a cidade de Florianópolis se atentará para o barulho causado pelos fogos de artifício
Foto: Petra Mafalda/Flickr/(cc)

Pela primeira vez desde que as festividades do Réveillon são realizadas, a cidade de Florianópolis se atentará para o barulho causado pelos fogos de artifício, cuja poluição sonora prejudica pessoas com autismo e animais em geral.

A prefeitura anunciou que haverá mudanças no show, de modo a minimizar a poluição sonora das atrações do Réveillon.

No momento, o espetáculo está em fase de orçamento, mas o prefeito já solicitou às empresas interessadas que o material emita um som de explosão menor, sem perder a qualidade final da queima de fogos. De acordo com a licitação, isso é absolutamente atingível. A Secretaria de Turismo estima que a queima deste ano durará 15 minutos, alimentadas por quatro balsas.

“Já havia um pedido das pessoas sobre o estampido dos fogos em relação aos cachorros, que ficam alvoroçados. Sobre as crianças com autismo, recebemos alguns vídeos em que elas ficam muito agitadas com o barulho. Então vamos tentar algo diferente para fazer essa inovação”, disse Juliano Richter Pires, secretário de Turismo de Florianópolis.

(Via Razões Para Acreditar, com informações do Destino Florianópolis

O Portal EcoD é um projeto do Instituto EcoDesenvolvimento - O conteúdo está sob uma licença Creative Commons CC
Desenvolvido pela 220i | versão tradicional | versão mobile